Lobão, Nelson Motta, Chico e a Bossa Nova

lobao

E o velho lobo (que não é o Zagallo) continua se insurgindo contra “a velocidade terrível da queda”. Autor de inúmeras frases polêmicas, Lobão, “o Agnaldo Timóteo do Rock and Roll”, mandou mais uma das suas durante o FLOP, Fórum das Letras de Ouro Preto. Num animado bate papo com Nelson Motta, a metralhadora giratória de Lobão resolveu voltar-se contra Chico Buarque e a Bossa Nova. Aliás, parece que está na moda falar mal da Bossa Nova. Seguem baixo algumas de suas declarações:

“Eu acho o Chico Buarque um horror, um equívoco, um chato, um parnasiano. O Olavo Bilac é muito mais moderno que ele. Ele faz uma música anêmica, sem energia, sem vivacidade, parece que precisa tomar soro. A Bossa Nova é a mesma coisa, uma música easy listening, que toca em loja de departamento quando a gente vai comprar uma meia.”

“Todo mundo daria a ***** para ter uma música gravada pelo João Gilberto, mas eu respondi: ‘Quero que ele se ****, acho ele um chato de galocha’. Depois eu soube que ele ficou ofendidíssimo, mas odeio essa sacralização da Bossa Nova, acho isso uma *****, uma coisa jeca, sem tesão.”

É claro que todo mundo tem direito de gostar e desgostar do que bem entende e deve ser respeitado por suas opiniões. Mas me parece que essa agressividade pré-formatada do Lobão está ficando caricatural demais, com ares niilismo juvenil. Um típico esperneio de quem não consegue espaço na mídia.

Confesso até que admiro muitas das canções do Lobão, que na minha opinião é um dos últimos bons letristas do rock nacional. Realmente nos dias de hoje é praticamente impossível conseguir espaço na mídia, corrompida pelo famoso “jabá” das grandes gravadoras, que nos tentam empurrar goela abaixo seus “talentosíssimos apadrinhados”. Mas não acredito que o melhor caminho seja atacar Chico Buarque e os bossanovistas, que inegavelmente engrandeceram a música popular brasileira.   

Mas o pior mesmo foi Nelson Motta falar que “as pessoas acham que quem fazia sucesso na década de 70 era Chico Buarque e Caetano Veloso. Errado, eles só eram ouvidos pela classe média alta. Quem vendia mesmo e fazia mais shows eram Waldick Soriano, Odair José, Antonio Marcos…”. Pelo visto, os ídolos da MPC (música que o povo canta, segundo batismo do Jornal Extra) estão mesmo em alta, mas isso não é o mais relevante.

Não restam dúvidas de que Chico e Caetano nunca foram grandes vendedores de discos. Mas será que o melhor critério para se analisar as referências musicais de uma época é mesmo o da quantidade de discos vendidos? Será que daqui a 30 anos vamos olhar para trás e descobrir que os principais expoentes de nossa década foram Leonardo e Zezé di Camargo & Luciano? Ou terá sido algum funkeiro, tipo MC Leozinho?

Enfim, acho que Chico e a Bossa Nova merecem respeito. Podem até não gostar, mas nunca a música brasileira obteve tanto reconhecimento internacional quanto obteve com a Bossa Nova. Quanto ao Chico, acho que eu sou suspeito para falar, a sua obra (musical e literária) fala por si só. Já os livros do Nelson Motta…  

Anúncios

17 Respostas to “Lobão, Nelson Motta, Chico e a Bossa Nova”

  1. LI seus outros post e lembrei que já tinha vindo aqui outras vezes.. tens uma leque de assuntos muito interessantes aqui .. sou baiano e o post sobre a lingua portuguesa foi muito bom …. abraço

    http://www.uniaodepalavras.blogspot.com/

  2. o Lobão reclama demais e é natural que sua reclamações e idéias comecem a serem ignoradas. o cara tá repetitivo demais. é um discurso mais ou menos pronto de quem é do contra. enche o saco.

  3. Gosto de Bossa Nova e de Lobão. Mas devo admitir que as sacadas ácidas e cheias de ódio que ele solta estão ficando pouco inteligentes e muito preconceituosas.

    De qualquer maneira, a liberdade de expressão está aí é pra isso mesmo.

  4. Acho que gosto não se discute. E sobre o Lobão sem comentários, com certeza quero ver no futuro o que será escrito sobre ele.

    Pra mim a Bossa Nova, mostrou ao mundo as coisas boas do Brasil. No meu blog já escrevi algo sobre este assunto.

    Veja: http://rascunhosdeandreavaz.blogspot.com/2008/10/bossa-nova-um-rascunho-de-uma-poca.html

  5. Lobão está parecendo um bom vinho: quanto mais velho (e decadente), melhor.
    E vc esqueceu de mencionar os Mamonas Assassinas como um dos maiores vendedores de discos da nossa época. Eles, sim, foram expoentes da nossa música! rsrsrs.

  6. A atitude do Lobão foi patética, ridícula!
    Ele que fica botando banca de que somos um mundo igualitário e devemos respeitar os outros e blá blá blá…
    Acabou desrespeitando o maior gênero da música brasileira.
    Tá na hora dele se aposentar.

  7. As obras do Chico, são na minha medíocre opinião, irretocáveis!
    Já o Lobão, concordo com o que disse em gênero, número de grau, mais parece um garotinho que não sabe ouvir um não, não sabe lidar com a frustração e não aprendeu a controlar a agressividade. Acho o programa dele, Debate Mtv, um tanto deprimente, seus apartes absurdos e desconectados, afora o fato de ele não permtir que as pessoas falem. Acho que acabou o programa, não sei. Ainda bem que o CQC não conta com a fosca presença de Lobão…
    Muito bom seu texto, hein!
    Beijocas
    Flô

  8. Errata:
    Ia dizer: Gênero, número e ‘degrau’ ! 😀
    Mas saiu errado… acontece!
    Beijocas de novo!
    Flô

  9. A bossa nova é o carro chefe da nossa música, uma das formas de mais reconhecimento do Brasil em outros países, e um intelectualóide qualquer fica falando merda acerca da mesma?!

    ¬¬’

    Só no Brasil mesmo!

  10. Pois é, eu sou fã do Lobão, do Chico e gosto da bossa nova que, assim como outros gêneros, em algum momento fica igual mesmo. Acho que o Lobão pode até achar o Chico um chato e fico pensando se não é por que ele gostaria de ter aqueles olhos verdes! rsrsrsrs

    Pois é, David, sou fã da Devassa, aqui em BH tem um bar que vende a cerveja. E nesse aspecto sou um tanto quanto tradicional, prefiro a loira mesmo! beijos

  11. Olá, eu li essa matéria no site G1 e confesso que não acho nada bonito por parte de pessoas como Lobão e N. Motta, fazer o que fizeram. E gostei muito do seu texto. Sabemos que isso é uma matéria meio antiga, pois foi registrada em nov/08, mas até q se faz atual para mim. Diante disso escrevi um texto em meu blog falando sobre essa atitude desrespeitosa das pessoas envolvidas nessa matéria. Espero que possa ler e tirar as suas conclusões. No Brasil precisamos de pessoas que nos guiam para a frente. Não é desta forma que iremos chegar em algum lugar. Meu blog é http://sombaratinho.blogspot.com
    Um abraço e uma boa noite.

  12. Wellington Says:

    Eu acho que o lobão é muito mais artista que Chico Buarque, pois eu não sei quem gosta desse chato, cantor da elite, músico ultrapassado e que ninguém mais ouve. Por isso que a música brasileira é considerada uma piada “lá fora”, e convenhamos: a bossa nova é o mesmo lixo.
    Sai do Brasil e vê se alguém ouve bossa nova, a bossa nova não existe.
    E quanto ao Lobão, o cara tem coragem de falar o que ninguém fala: a verdade. E quanto a mídia, o Lobão faz pouco tempo que lançou um acústico que foi premiado e sucesso de vendas, o cara é fera merece respeito por que fala o que pensa e não participa dessa “panela” chamada MPB.

    • Marcos de Queiroz Says:

      Desculpe , acho que voce foi a um baile Fank, la tenho certeza nao toca Bossa Nova, tambem se tocasse a festa acabaria por que pra lidar com Bossa Nova tem que gostar de musica ter alma, coraçao, acordes, riqueza melodica, a distancia da musica erudita pra o publico popular e a mesma da Bossa a ignorancia.

    • Se houve um estilo musical que mais colocou a Música Brasileira no foco mundial foi a Bossa Nova. Não vou entrar no mérito de dizer quem é mais artista entre Chico Buarque e Lobão por ser muito óbvio a resposta; um dos compositores “até hoje” mais gravado por artistas de várias gerações ‘inclusive a nossa geração’, sem contar seus trabalhos como escritor secesso de vendas aqui e em outros países, trabalhos para cinema e teatro e não precisa falar mal de ninguem pra aparecer. Sinceramente num sei quem é mais artista entre os dois!

  13. O Lobão disse o que tem que ser dito, o cara é um dos maiores rockeiros brasileiro, e convenhamos: Chico Buarque é um tédio sem fim…
    E o Lobão lança um acústico premiadíssimo e sucesso de vendas, e ainda dizem que ele não tem mídia!!??

  14. Marcos de Queiroz Says:

    Pessoalmente acho que so quem tem estrutura pra falar de Bossa Nova sao musicos de verdade, e pessoas endinheiradas que frequentam ambientes chiques, nesses ambientes se respira Bossa Nova, nesses dois casos, nao se aplica a esse moço de nome Lobobao, ele, categoricamente e com a minha senssibilidade, nao e’ musico, e nao tenho duvida tambem que e’uma pessoa que nao tem condiçao de frequentar bons lugares. Pela proporçao e exagero de sua bobagem o que ele quer se nao aparecer (Interrogaçao).

  15. O Lobão é um provocador. Muitas vezes dispara torpedos que não refletem necessariamente sua opinião, mas com a intenção de sacudir. Isto é legal! Queira ou não, suas frases provocam reflexão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: